Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Futuro....

Vou fazer uma pausa sobre o que se passa na minha família e falar um pouco sobre nós, borboletas. Há muito tempo que não falo sobre nós, sobre o que sinto, o que me dói e os meus medos. Mas de certa maneira tenho-me apagado perante a dor da minha mãe.

O café que frequento durante o dia de trabalho pertence a dois velhotes muito queridos que me tratam quase como neta. As filhas deles, que moram numa grande cidade, têm uma colega borboleta. Em conversa descobri que conheço a irmã dela, de infância, mas que não a conheço a ela. Esta borboleta é mais velha que eu, tem cerca de 40 anos, mas não deixa de ter a vida pela frente. Acontece é que, pelo que eles falam, esta borboleta não tem cuidado consigo: apanha muito sol, não larga os vicios, não toma correctamente os medicamentos. Infelizmente ainda há borboletas assim. Borboletas que apesar de bem informadas preferem levar a vida sem um minimo de cuidado sem perceber o que lhes pode trazer um futuro assim.

O futuro desta borboleta já está traçado. Sem o minimo respeito pela vida deixou-se deteriorar. Há meses foi internada no hospital da grande cidade, um dos melhores hospitais do país, com os órgãos a fraquejar. Entraram em falência e começou a perder o fio da vida.

Ontem soube que a transferiram de hospital. Não para um melhor mas para um perto de casa, de retaguarda, para que possa morrer em paz.

Não conheço pessoalmente a borboleta em causa. Mesmo a irmã já não falo com ela há muito tempo (não eramos assim tão próximas e ela é muito mais velha que eu). Mas fui sabendo, ao sabor de um café, as novidades e desventuras desta borboleta.

E isto mexe connosco porque nos faz pensar no nosso próprio futuro. Será que vou acabar assim? Será que daqui a 20 anos (a idade que nos separa) também eu vou estar numa cama de hospital a lutar pela vida?

Penso que não... quero acreditar que não (também para manter um fio de pensamento lógico e positivo na mente). Porque tenho todos os cuidados. Não apanho sol em demasia, tomo os meus medicamentos, vigio a minha saúde e tenho bastantes precauções. Mas será que basta?

Ela sempre disse que iria morrer mais tarde ou mais cedo. Preferimos sempre que seja mais tarde. Mas o que me assusta aqui não é morrer. Posso perfeitamente atravessar uma estrada e ser atropelada por um carro. O que me assusta é a dependência da cama do hospital quando atingimos um estado quase vegetativo como o dela. Quem tomará conta de nós? Teremos alguém que nos vá visitar, dar um alento, um carinho, uma palavra? (E isto é a minha parte anti-solidão a falar com medo de dar trabalho a alguém mas ao mesmo tempo com medo de ficar sozinha numa situação destas).

Enfim... continuo a pensar e a rezar para que esta borboleta encontre finalmente a paz....

sinto-me: sonolenta
publicado por lytha às 15:50
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Liliana Lopes a 8 de Outubro de 2008 às 22:30
Se a borboleta cumpre os "procedimentos", a borboleta irá encontrar paz e um "muito mais tarde" :)

Fica bem*
Um beijo,
Liliana


De Pikenatonta a 9 de Outubro de 2008 às 14:30
Tocaste na ferida... Não é o medo de morrer, mas sim a dependência da cama do hospital... É algo que também me assusta imenso. Ficamos completamente depende dos outros... Eu estou nesse caso, a diferença é que estou em casa por enquanto... Mas dependo de tudo e todos já há bastante tempo, e confesso que isto me incomoda bastante...

Foi um desabafo, desculpa...

Beijinhos grandes


De Borboleta_A a 9 de Outubro de 2008 às 20:13
Nós as Borboletas não podemos pensar assim... Temos as nossas limitações mas é como dizes, com cuidado e a medicação adequada podemos controlar a nossa doença.

Temos dias menos bons é verdade, (para não dizer que são maus) sofremos às vezes de forma desumana, é verdade, mas temos que ter esperança e não desistir da vida.

Quero voar por aí até aos 90 anos e encontrar-te a voar também

Fica bem, beijinhos


De tonymadureira a 18 de Outubro de 2008 às 22:13
Olá,

É preciso ter sempre pensamento positivo.
vive-se um dia de cada vez.
Seguindo os conselhos médicos, tudo corre "bem".

Tudo de bom para ti.


Beijinho


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Férias

. Olá

. Snow

. Resultados....

. Na mesma.... como a lesma...

. A incerteza....

. Borboleta

. Novo Ano

. Feliz Natal/Yule

. Vacina da Gripe A

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.Twitter

blogs SAPO

.subscrever feeds