Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

As dores...

Recebi o resultado das análises. Na generalidade até estão minimamente bem. Mas há dois valores muito altos e um "ófilos" quaisquer que não se encontram vestigios.

Pelo que percebi, e investiguei logo na net, significa que tenho uma infecção ou inflamação aguda. Ou seja, explica as dores que tenho vindo a sentir gradualmente de há semana e meia para cá.

Começaram pelo joelho (ferida de guerra que quando muda o tempo dá sinal), passaram para a perna (aquela sensação estranhissima de dor que começa no tornozelo e sobre a perna toda), correram os ossinhos todos das mãos até aos cotovelos e chegaram ao grande final: a bacia. Pois é. As dores têm crescido gradualmente e, neste momento, ja me custa estar sentada. As dores na coluna e bacia começam a ser bastantes e já me dificultam pequenas tarefas como trabalhar todo o dia sentada, conduzir ou arranjar posição para ler.

Bem tento aliviar com um saco de água quente nas costas. Mas sentada na cama com o saco de água quente tento não fazer pressão nas costas (para não rebentar o saco) ou seja, acabo por fazer pressão no rabo (no dito cujo) e passado pouco tempo começam a adormecer-me as pernas (aquela sensação de formigueiro é terrivel e se a deixo avançar perco a mobilidade e tenho de estar bastante tempo sentada até conseguir mexer as pernas novamente).

Isto aliado ao cansaço e ao estado de espírito actual faz com que ande com um humor de bradar aos céus!

Acho que tenho de ver novamente o Mamma Mia (pela 5º vez... ainda são poucas) para ver se me alegro e começo a cantar ABBA pela casa.

A médica de família, a única com quem consegui falar, diz-me que realmente as dores espelham o resultado das análises. Mas não me quer medicar já porque daqui a pouco mais de duas semanas vou ser vista pela reumatologista (que volta de férias) e não adianta começar agora um tratamento que depois a reumatologista vai querer mudar.

Deve-me começar a dar novamente a aspirina aas 150 para a coagulação  (o anticoagulante lúpico vem muito alto) e algum tratamento (talvez Naprosyn que foi o da última vez) para as dores.

Penso eu de que...

Bem... fico por aqui... escrever no teclado faz-me doer as articulações. 

 

Beijokas para todos, especialmente para as borboletas.

sinto-me: dorida
publicado por lytha às 14:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Confusão...

E aqui estamos... mais para lá do que para cá...

As coisas correm mais ou menos. Mais uma sessão de quimio que correu bem. Hoje está com alguns simtomas de fraqueza e cólicas mas vamos ver se conseguimos superar isto.

Eu no entanto ando bastante em baixo. Muito cansada, só me apetece dormir, e bastante confusa em relação a sentimentos, opções e pessoas. Acho que apenas estou cansada de não descansar há 5 meses. De viver há cinco meses fora de mim sem tempo para mim, para as minhas coisas e para o que sinto.

Fui finalmente fazer as análises. Aguardo os resultados para depois começar a frequentar a longa lista de médicos a que cada resultado diz respeito.

Consegui finalmente ler dois livros (desde Setembro para mim é uma coisa inimaginável). Claro que eram para rir (um com aquelas gracinhas adolescentes) o que ajudou bastante. Acho que não consigo ler mais que isso. Queria começar a ler a segunda parte das mulherzinhas mas com a morte da Beth acho que não é boa ideia. Se me dão uma única razão para chorar depois não me conseguem calar porque sai tudo.

Talvez seja isso... necessidade de chorar...

Custa-me sentir sozinha. Cada um tem a sua vida e não me pode acompanhar quando preciso. A minha irmã está longe e tem o filho para cuidar. Sempre que pode manda-me uma mensagem para alegrar o dia mas as coisas não estão a correr bem para o lado dela e não posso exigir muito. Afinal são os meus problemas (e não somos irmãs de sangue, apenas de alma).

Com isto sinto-me sozinha. Furiosa com certa pessoa que quando precisou correu para mim e que agora com a alma curada esquece-se de retribuir. Enfim... mas isso daria pano para mangas...

Acho que aconteceu tudo ao mesmo tempo e, 5 meses depois, estou a começar a quebrar. Precisava mesmo de me afastar, sair saqui. Mas um simples café à noite faz-me sentimentos de culpa por deixar a minha mãe sozinha, que já passa quase o dia inteiro sozinha e fechada em casa.

Depois sinto-me velha. Acho que este ano vamos ter nova modalidade de crise existencial na altura dos anos.

Conclusão: sinto-me confusa com tudo o que acontece ao mesmo tempo. Sinto-me confusa com aquilo que sinto ou penso que sinto em relação a certas pessoas. Sinto-me só por não ter quem presencialmente agarre a minha mão mais vezes só para me ver sorrir e por aqueles que mais amo estarem a sofrer ou longe de mim.

 

Um desabafo daqueles que têm de sair às vezes. Espero que não machuque a ideia feliz que têm de mim.

 

Beijos enormes e Melhoras para a Snow que bem precisa.

sinto-me: Murcha como uma flor
publicado por lytha às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

O Frio...

A semana passada o frio chegou com força. Andei a tiritar de frio a semana toda. Mas, mesmo com tanto frio e temperaturas negativas (vim trabalhar com 4 graus negativos), não nevou.

Que desilusão! Queria tanto que nevasse. Acordar de manhã e ver a vila com um manto branco.

Mas o frio traz outras coisas. Traz as dores nos ossos, principalmente os joelhos e mãos (que estão sempre geladas).

Parece-me que também me trouxe um estômago frio. Não sei se isso é verdade mas segundo a minha terapeuta as minhas dores de estômago são derivadas ao frio. Com o frio o estômago não tem forças para funcionar normalmente. Não sei se é mais uma teoria ou se isto pode mesmo acontecer. Sei é que ando cheia de dores. A ideia de comer começa a stressar-me. Fico em pânico nas horas das refeições principais. Por saber que vou comer e que ainda me vai piorar mais as dores.

Às vezes um chá quente, um leite quente ou qualquer coisa quente ajuda. E assim voltamos à teoria do frio...

A sensação é horrivel. Não me deixa prestar atenção às coisas que faço no dia a dia. Mas o medo que a médica me passe a endoscopia ainda é maior. Tenho um terror àquela coisa, mesmo nunca tendo feito. Dizem que dói e só por mim (que nem sequer o pauzinho para ver a garganta consigo suportar sem vomitar) acredito e tenho medo.

Sim... é verdade... sou uma medrosa!

Depois de constatar isto devo dizer que me resolvi finalmente a ir ao oftalmologista (já estou a tentar marcar consulta) e a ir fazer as análises (no fim do mês quando ficar em casa uns dias) para saber se as várias "máquinas" estão a funcionar minimamente.

Pelo menos parecem.... tirando o estômago.

Não sei se será stress. Mas mesmo nos dias que ando mais calma dói-me bastante.

É certo que o problema da Snow (que aqui deixa comentários com o nome de pikenatonta) me está a afectar bastante. Mas não sei se será simplesmente a gastrite nervosa.

 

Quanto à Snow, depois de um grande sufoco, ela está mais estável. Ontem colocou uma bomba no coração para o ajudar a funcionar. Mas enquanto durou a cirurgia não fui capaz de estar quieta sempre a procurar notícias.

Se quiserem ver a onda de solidariedade que se juntou a esta linda menina é só ver o blog criado com o intuito de registar os gestos de carinho e dedicatórias que as pessoas lhe vão deixando: http://queridasnow.blogspot.com/.

E para perceber melhor quem ela é fica o blog dela: http://pikenatonta.blogspot.com/.

Estamos todos a torcer por ela porque é uma miuda fantástica.

 

Para a semana a minha mãe faz nova sessão de quimio. Esperemos que corra bem. Ainda anda um pouco agoniada da última.

Fomos comprar soutiens próprios e tenho a dizer que é um roubo. Para estas mulheres, muitas delas a viver de pensões de invalidez que são uma ninharia, há soutiens que custam um balúrdio.

Um dos mais básicos que a minha mãe experimentou custava 70 euros. Felizmente descobrimos uma loja que os vende marca Simmel (uma marca comum) bem mais baratos (alguns a 17 euros). Basta procurarem naquelas lojas mais baratas que vendem um pouco de tudo (meias, roupa, soutiens) ou então onde nós fomos (o Vetimarchê que pertence ao grupo mosqueteiros). Sempre se poupa um pouco.

Na loja especializada apenas encomendámos a prótese. Estamos à espera que venha uma para experimentar e depois logo vemos se ficamos com ela.

 

Bem... não há mais novidades. Vou-vos informando aos poucos.

 

Beijokas grandes para todos mas especialmente para as borboletas.

sinto-me: Com dores de estômago
publicado por lytha às 15:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Férias

. Olá

. Snow

. Resultados....

. Na mesma.... como a lesma...

. A incerteza....

. Borboleta

. Novo Ano

. Feliz Natal/Yule

. Vacina da Gripe A

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.Twitter

blogs SAPO

.subscrever feeds