Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

Um dia.... voltarei a voar

Tenho andado em falta... não vos cheguei a explicar o que realmente aconteceu.

 

As minhas dores de cabeça chegaram a um ponto extremo em que tive de ir para o hospital. Medicavam-me fortemente mas mesmo assim não passavam. Mandaram-me finalmente a um médico que chegou  à conclusão que era um principio de um esgotamento e depressão. Recomendou-me descansar e ir à minha médica para fazer uma medicação a médio prazo.

Assim fiquei de baixa em casa por uns dias. Os primeiros dias dormi imenso. Estava sempre a dormir. Após uns quatro dias a dor começou a passar e eu pude finalmente pensar direito.

 

A minha médica passou-me um tranquilizante e um anti-depressivo. Mandou-me ainda descansar mas não ficar em casa demasiado.... para não pensar demasiado....

Habituei-me muito bem ao anti-depressivo...logo ao primeiro... apenas alguns enjoos que passaram assim que aumentei a dose e o tempo foi passando.

 

As primeiras semanas foram terriveis. Cansava-me imenso. Não conseguia estar ao computador, ler ou ver televisão. Conduzir era extenuante. Mas aos poucos fui habituando à rotina. Aligeirei o trabalho e resumi a minha vida ao essencial.

 

Houve alturas más em que me senti uma perfeita inútil. Principalmente quando via pessoas com cancro, tal como a minha mãe, a sorrirem e eu sem forças para nada. Só me apetecia chorar.

 

Voltei à rotina. Recomecei a ler. Aos poucos recomecei a entrar na minha vida isolada, no meu pensamento e voltar a sonhar. Já não fico tão cansada embora ainda continue a precisar muito de dormir.

 

Mas não estou bem... reconheço.... ontem estive muito mal e, felizmente, tive força racional suficiente para não me aproximar de objectos cortantes. Digamos que por enquanto os meus pulsos estão a salvo.... por enquanto....

O que o despoletou foi a confirmação da solidão, de estar sozinha. De ter sido abandonada por duas pessoas que amava e que neste momento nem querem saber de mim.... queria (quero... não sei) magoar-me para os magoar a eles. Queria que vissem as minhas cicatrizes e sentissem remorsos por me terem abandonado.... Não são pensamentos suicidas. São pensamentos ignóbeis e inexplicáveis.... mas não quero morrer.... Disso tenho a certeza.

 

Apenas os quero de volta.....

 

Um dia.... Um dia esticarei novamente as asas para voar.... um dia....

publicado por lytha às 16:05
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De misal a 12 de Junho de 2009 às 19:32
Olá, Lytha!
Finalmente notícias!
Todos nós temos limites e todos nós às vezes os ultrapassamos e depois vamos a baixo! Não há superhomens nem supermulheres na vida real, embora haja quem disfarce a dor para os outros não a verem, por vergonha, para não os preocupar, porque acham que não têm direito... Claro que temos direito a por vezes não conseguirmos sorrir para a vida! Como também temos obrigação de a certa altura puxar por nós e não nos deixarmos ir na vertigem da dor!
Estou certa que com a medicação, muito repouso e tentando dar um passinho de cada vez, em brve voltarás a voar, se calhar quando menos esperares.
Quanto aos que te abandonaram, das duas uma, ou te abandonaram realmente, ou então foi um malentendido, desses que acontecem quando vemos a vida com os óculos escuros da tristeza; se foi malentendido, resolver-se-á, certamente; se te abandonaram, é porque não te mereciam e não precisamos na nossa vida de pessoas que não são realmente nossas amigas.
Coragem, já que tens a certeza que queres viver! Isso é o mais importante! O resto, tem de ser um bocadinho de cada vez1
bjs,
Misal


De Anónimo a 12 de Junho de 2009 às 19:59
Olá Lytha...

Sei que nesta altura nada do que possas ler te vai reconfortar, mas não podes desistir miúda...
Tens que esticar as asas para voar por aí... Quero encontrar-te no azul do céu.

Todos temos fases assim importante é reconhecê-las, aceitá-las para tentar sair da situação. Não há remédios mágicos, apenas a força de vontade para sorrir, conhecer novas pessoas.

Não podes ficar presa ao passado. Vive o presente. è uma dádiva, por isso se chama presente.

Cuida-te. Um grande abraço
Beijinhos
Borboleta_A


De misal a 13 de Junho de 2009 às 21:04
Olá, Lytha!
Passei por aqui para deixar um link para uma música muito bonita da Sara Tavares, cantada por ela, música dela, a letra é um salmo. É daquelas que gosto de ouvir quando me sinto mais em baixo e sem grande coragem para pôr um pé à frente do outro.

http://www.youtube.com/watch?v=WMYhi17Zw2M

Espero que gostes também!
beijinhos,
Misal

PS:eu não sou religiosa, ainda ando a tentar perceber se acredito em Deus ou não, mas para o caso isso não interessa nada, a música é bonita e as palavras também...a voz da Sara Tavares é a doçura que se sabe...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Férias

. Olá

. Snow

. Resultados....

. Na mesma.... como a lesma...

. A incerteza....

. Borboleta

. Novo Ano

. Feliz Natal/Yule

. Vacina da Gripe A

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.Twitter

blogs SAPO

.subscrever feeds