Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Acupuntura

Nunca sei se é acunputura ou acupuntura. Enfim...

O que sei é que ontem decidi fazer uma pausa. Já há 7 meses que andava em tratamentos. E tenho de referir que passei o inverno muito bem e sem dores, além de que dá uma paz de espírito. Mas já estou um pouco farta de servir de almofada de alfinetes. Já me dói tudo... 21 agulhas espetadas pelo corpo e já sei cada pontinho porque já começa a ficar marcado.

A ideia do tratamento não foi minha, confesso. Na realidade desde há muito tempo que a minha mãe me andava a chatear para eu ir experimentar. Mas sou sincera... a ideia de estar quieta, deitada, com um monte de agulhas espetadas no corpo fazia-me muita impressão. Não era a dor que me preocupava, era a mobilidade.

Mas depois de experimentar percebi que não custa nada. E aqueles 20 minutos de descanso são mesmo aproveitados para relaxar e limpar a mente (pelo menos é isso que a terapeuta me pede). Uma espécie de meditação numa posição super incómoda!

A terapeuta concordou que eu parasse durante uns meses. O tratamento tem feito tão bem que me posso dar ao luxo de o interromper. Mas veio com as recomendações de sempre: levar uma vida muito serena, não stressar, não pensar muito nas coisas, não guardar os pensamentos só para mim (para não os acumular), tomar todos os medicamentos e nem pensar em engravidar.

Por acaso este é o único ponto em que discordamos. Mas não lhe disse.

Desde a primeira consulta que me fez este aviso: "nem pensar em engravidar". Pelo que ela diz o corpo perde muita energia depois do parto e a doença ataca.

Eu sei que é dificil uma gravidez com lúpus... mas não é impossível. Desde que devidamente acompanhada há muitas mulheres que têm filhos e conseguem controlar a doença.

Por isso... e como quero ser mãe... esta recomendação entra por um ouvido e sai por outro, a cem à hora.

Se começo a ter medo de tudo aí é que não vivo mesmo... e o importante é mantermos uma vida normal (dentro do possível).

Por isso guardemos as agulhas durante uns tempos na gaveta e vamos tentar curtir a vida... O meu sonho de criança não era ser almofada de alfinetes! 

publicado por lytha às 14:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Férias

. Olá

. Snow

. Resultados....

. Na mesma.... como a lesma...

. A incerteza....

. Borboleta

. Novo Ano

. Feliz Natal/Yule

. Vacina da Gripe A

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.Twitter

blogs SAPO

.subscrever feeds